Mossoró: conheça todos detalhes da cidade

Mossoró, cidade localizada na Região Oeste potiguar é considerada a Capital do Oeste Potiguar. Também é conhecida como a Terra do Sal e do Petróleo. É uma das principais cidades de interior do Nordeste brasileiro, a segunda mais populosa do Rio Grande do Norte. Economicamente, a cidade destaca-se nacionalmente na extração de petróleo em terra e na produção de sal, que é exportado para todo o mundo.

A política é e sempre foi um dos temas mais importantes da cidade, berço das principais lideranças políticas do Rio Grande do Norte. 

O Toda Disciplina preparou este artigo com informações atualizadas sobre a cidade. De acordo com o censo de 2020 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) a cidade possuía 290 mil habitantes. 

Toponímia

O nome Mossoró origina-se do termo Monxorós, nome de uma tribo indígena que habitava a região antes mesmo da fundação da cidade. 

Localização

Mossoró está localizada na Região Oeste do Rio Grande do Norte, entre duas capitais de estado: Fortaleza e Natal.

Por este motivo, a cidade exerce grande influência na região, sendo um grande pólo de relevância para aspectos de saúde, educação e financeiro para as cidades da Região Oeste do Rio Grande do Norte e até do Ceará, como por exemplo os municípios cearenses de Aracati, Icapuí e Russas.

Política

O seu atual prefeito é Allyson Bezerra. 

População

As últimas décadas foram de grande crescimento populacional para a cidade. Com isso, a infraestrutura da cidade tem acompanhado esse crescimento, através da instalação de grandes redes de supermercado na cidade, shopping-centers, lojas, entre outros empreendimentos de grande porte. Na área da expansão imobiliária, a cidade foi com certeza uma das que mais teve avanço no estado, tendo sido construídos diversos loteamentos e condomínios.  

Cultura

Em Mossoró encontra-se um dos berços culturais mais importantes do Rio Grande do Norte. Durante todo o ano, a cidade é palco de eventos de grande relevância para a cultura da cidade e até mesmo do Brasil.

O “Chuva de Balas no país de Mossoró”, “Mossoró Cidade Junina” e outros eventos culturais colocam cidade na agenda cultural de turistas de todo o país e até do exterior. 

Curiosidades

  • Resistência ao bando de Lampião:

A cidade tem como alcunha a “cidade da resistência” pelo fato da população mossoroense ter resistido a um forte ataque do Bando do cangaceiro Lampião, ocorrido em 1927.

Na época, o cangaceiro enviou, previamente, um telegrama ao prefeito da cidade, Rodolfo Fernandes, informando que caso o mesmo não pagasse uma quantia ao grupo, a cidade seria atacada.

Contudo, com o espírito de bravura, o prefeito respondeu ao bando afirmando que não pagaria nenhum valor e que estava pronto para defender a cidade. Rapidamente, o prefeito reuniu-se com diversas autoridades, inclusive o padre da cidade e, com ajuda até da população que voluntariamente se apresentou para a empreitada de defesa, montou um plano de resistência ao ataque do cangaceiro. Em pontos estratégicos da cidade, as pessoas estavam à espreita dos cangaceiros, onde houve diversos embates e a população saiu vitoriosa.

Jurema Sagrada: conheça tudo sobre a religião

Saiba mais sobre a doutrina, estrutura e mais da Jurema Sagrada, religião praticada, principalmente, em estados do Nordeste Brasileiro.

Ainda na série de Religiões do Brasil, trazemos o tão esperado artigo sobre a Jurema, uma religião de matriz-africana com origem brasileira, enraizada com práticas indígenas.

De acordo com a literatura, a religião juremeira surgiu através dos indígenas que viviam em regiões que hoje compreendem os estados do Nordeste do Brasil, tais como o Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba, especialmente em seu litoral e sertão.

A religião, que também é conhecida como catimbó, fundamenta-se através do culto à árvore da Jurema, uma planta comum no nordeste brasileiro e que, no ponto de vista da ciência, tem efeito psicoativos.

Na sua prática, a religião se utiliza de elementos místicos na sua ritualística, a transmissão dos saberes ocorre através da oralidade. 

Assentamentos da Jurema Sagrada

Os assentamentos, também conhecidos como encantamentos, são artefatos que os praticamente da religião consideram-se como fundamentais nas práticas dos juremeiros.
De acordo com João Batista Figueiredo de Oliveira, em seu trabalho denominado “Assentamentos de Jurema Sagrada: expressão de um conhecimento ancestral”, desenvolvido como para o Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um assentamento é um espaço onde os praticamente da religião obtém conexão com os espíritos cultuados.
O assentamento de jurema é organizado com diversos elementos da religião, incluindo tigela e alguidar, copos, taças, galhos de árvores, cascas de árvores, cachimbos, arcos, cipós, flechas, entre outros objetos.
O assentamento da Jurema Sagrada é uma espécie de um facilitador de conexão entre os juremeiros e os espíritos cultuados

O assentamento da Jurema Sagrada é uma espécie de um facilitador de conexão entre os juremeiros e os espíritos cultuados. Foto: Reprodução/Youtube

Dia da Terra: conheça sua origem e importância

O primeiro Dia da Terra, que aconteceu em abril de 1970, foi um verdadeiro protesto ambiental. No dia 22 de abril de 1970, foram realizadas passeatas e discursos nas principais cidades americanas, como Washington, Nova York e Portland. No entanto, estes movimentos foram registrados, inicialmente, apenas nos Estados Unidos. 

De fato,  muitas organizações que até então se envolviam apenas em movimentos anti-guerras, em abril de 1970 voltaram-se para um novo inimigo: a poluição e destruição ambiental.

No final dos anos 60, o ar, rios e florestas da América do Norte estavam em maus bocados, como resultado de um massivo desenvolvimento industrial. Os rios chegavam até mesmo a pegar fogo, tamanho era o despejo de lama, escombros e resíduos tóxicos que inflamavam com a menor faísca.

Em cidades de médio porte, como Portland, nos Estados Unidos, o ar que as pessoas respiravam era tão poluído e fazia tão mal aos seus pulmões que era semelhante a fumar dois maços de cigarro por dia.

As florestas estavam em estado de alarme, pesticidas estavam sendo jogados sem o maior cuidado em terras produtivas e a água do mar estava contaminada. Estas reações do meio ambiente foram gerando cada vez mais nas pessoas a preocupação com  o meio ambiente.

Em 1970, o jornal americano "The New York Times" repercute grande manifestação pública em favor da terra.

Em 1970, o jornal americano “The New York Times” repercute grande manifestação pública em favor da terra. Foto: Reprodução/Internet

Dia da Terra no Brasil